Como funciona o starter para lâmpadas fluorescentes

Como funciona o starter para lâmpadas fluorescentes

 

As lâmpadas fluorescentes não possuem o filamento convencional da lâmpadas incandescentes, mas contém vapor de mercúrio que emite luz ultravioleta quando ionizado. A luz ultravioleta produz partículas que recobrem a parte interna do tubo, e essas partículas, por sua vez, brilham ou se tornam fluorescentes.

O starter é utilizado em diversos tipos de lâmpadas fluorescentes, com a função de ajudar a  acendê-las. Quando se aplica uma tensão à lâmpada fluorescente, acontece o seguinte:

– o starter (que é simplesmente uma chave temporizada), permite que a corrente passe pelos filamentos nas extremidades do tubo
–  a corrente faz com que os contatos do starter se aqueçam e abram, interrompendo o fluxo e fazendo com que o tubo se acenda
– uma vez que o tubo esteja aceso haverá uma baixa resistência e o reator funcionará como limitador de corrente

Quando se acende uma lâmpada fluorescente, o starter é uma chave fechada. Os filamentos nas extremidades da lâmpada são aquecidos pela passagem de corrente elétrica e criam, internamente, uma nuvem de elétrons. O starter assume, então, o papel de uma chave temporizada que abre após um ou dois segundos. Ao abrir, a tensão sobre o tubo permite que os elétrons fluam pelo tubo e ionizem o vapor de mercúrio.

Sem o starter, um fluxo constante de elétrons nunca seria criado entre os dois filamentos e a iluminação piscaria. Sem o reator, haveria um curto-circuito entre os filamentos, drenando uma elevada corrente. Esta corrente poderia evaporizar os filamentos ou até provocar a explosão da lâmpada.

 

Fonte e credibilidade: https://www.foxlux.com.br/blog/foxlux-2/starter-lampadas-fluorescentes/

 

Fonte e credibilidade: