Eletrodutos: onde usar!

Também conhecido como conduíte, o eletroduto é responsável pela proteção dos componentes elétricos de sua obra contra influências externas, como choques mecânicos e reações químicas. Em caso de incêndio, possui a função de controle de chamas, já que é fabricado em material termoplástico e submetidos a testes para suportar calor e o fogo. Em testes laboratoriais, precisam suportar até 60ºC  por 24 horas sem apresentar qualquer deformidade. No que diz respeito a sua parte elétrica, não podem permitir a passagem de correntes com valores superiores de 100mA e a resistência elétrica deve ser inferior a 100MΩ.

Diferentes tipos de eletrodutos

Existem 3 tipos de eletrodutos no mercado, e cada um têm seu local e maneira de ser utilizado.

  • Eletrodutos corrugados flexíveis
    Amarelo: usado para aplicações leves e, normalmente, instaladas embutida na parede.
    Laranja: é indicada para aplicações em laje, já que sua resistência aos esforços mecânicos têm de ser maior.
  • Eletroduto rígido
    Geralmente produzido na cor preta, também são aplicados em lajes, porém, possuem uma resistência ainda maior que os corrugados laranja. 
  • Eletroduto flexível planoPode ser utilizado na laje, enterrado sob o solo ou alvenaria.

Independente do tipo, o importante é que os eletrodutos cumpram sua função de conter cabos elétricos, permitindo tanto a enfiação como a retirada destes. Para tanto, o fundamental é que os requisitos prescritos pela norma brasileira sejam controlados pelo fabricante.

Menos de 10% do custo total de sua obra

Com menos de 10% de representação no custo da obra, os eletrodutos transmitem segurança para toda parte elétrica, seja de sua residência, comércio, industria ou para o setor de construção civil, e é facilmente encontrado em qualquer revenda especializada em elétrica. Mas fique atento, os produtos devem estar dentro das normas de qualidade ABNT NBR 15465.

Qualidade

Todos os eletrodutos de plásticos devem passar no controle de qualidade realizado com base na ABNT NBR 15465.
Estes testes são complexos e realizados em laboratórios especializados. Busque sempre por marcas já consagradas no mercado e desconfie de produtos muito baratos, pois a chance de não atenderem a todos os quesitos de qualidade e segurança são bem grande. E lembre-se, procure sempre um profissional qualificado para realização do serviço.

Uma forma de verificar a qualidade dos produtos plásticos é procurar pelos  fabricantes que participam do Programa Setorial de Qualidade (PSQ) de Eletrodutos Plásticos para sistemas elétricos de baixa tensão em edificações. Os detalhes deste programa bem como a relação das empresas qualificadas e também das que produzem sistematicamente produtos em não conformidade às normas técnicas podem ser obtidos em: http://www.cidades.gov.br/pbqp-h/projetos_simac_psqs2.php?id_psq=89

Sustentabilidade

A importância de se atentar se o produto se enquadra nas normas de qualidade se deve ao fato que, materiais ruins impactam diretamente na durabilidade, causando sua substituição precoce, tornando-se fonte de desperdício com impacto direto na sustentabilidade. O material feito dentro de todas as normas de qualidade é 100% reciclável e com durabilidade estimada que ultrapassa 50 anos de uso.

Fonte e credibilidade: https://blog.contatogroup.com.br/eletrodutos-onde-usar/