SAIBA COMO A LUZ INFLUENCIA SEU COMPORTAMENTO

Se percebermos no cotidiano das pessoas, veremos que somos guiados por estímulos visuais, variando no ciclo dia e noite desde o momento que acordamos até o período noturno. Estes estímulos variam conforme os horários e ambientes que frequentamos em diversos períodos do dia. Semelhante ao nosso ciclo diário a iluminação natural tem temperaturas de cor mais baixa na faixa de 3000K (avermelhado) no início do dia onde temos um período mais calmo.

Por volta do meio dia, a temperatura é mais alta, na faixa de 5000K (branco) onde devemos estar no auge de nossas atividades. Ao anoitecer quando o nível de luz começa a baixar, entramos novamente num período de menos atividade até o repouso.

Daí a importância da iluminação nestas diversas situações do dia. A temperatura da cor é fator determinante em nossa atenção e no modo de visualizar os objetos e interpretar as cores em diferentes horários. Com estas informações, podemos concluir que quanto mais alta a temperatura da cor, maior a irritabilidade e maior nosso índice de atenção. Isso serve também para áreas onde precisamos de uma maior atividade e atenção, enquanto que mais baixa a temperatura da cor sugere ambientes de maior conforto e descanso.

Temperatura da cor: a unidade de medida é o Kelvin (K), em que quanto mais alta a temperatura, mais clara é a sua tonalidade. Não devemos confundir isto com o calor físico da lâmpada, e sim com sua tonalidade de cor que ela emite ao ambiente.

Existem estudos em que as diferentes cores e suas tonalidades podem causar distintas sensações de estímulos às pessoas, ou sugerem algumas situações. Veja exemplos abaixo:

• Vermelho: força, energia, amor, liderança, alegria, perigo, fogo, revolução, paixão;
• Azul: harmonia, confidência, conservadorismo, austeridade, monotonia, dependência, tecnologia, liberdade, saúde;
• Ciano: tranquilidade, paz, sossego, limpeza, frescor;
• Verde: natureza, primavera, fertilidade, juventude, desenvolvimento, riqueza, boa sorte, esperança;
• Roxo: velocidade, concentração, otimismo, alegria, felicidade, idealismo, riqueza (ouro), fraqueza, dinheiro;
• Magenta: sofisticação, sensualidade, feminilidade, desejo;
• Violeta: espiritualidade, criatividade, realeza, sabedoria, resplandecência.
• Alaranjado: energia, criatividade, equilíbrio, entusiasmo, ludismo;
• Branco: pureza, inocência, reverência, paz, simplicidade, esterilidade, rendição;
• Preto: poder, modernidade, sofisticação, formalidade, medo, anonimato, mistério.
• Castanho: sólido, seguro, calmo, natureza, rústico, estabilidade, estagnação, peso, aspereza.
• Cinza: elegância, humildade, respeito, reverência, sutileza;

Na tabela a seguir temos o espectro visível das cores e suas frequências:

Cores do espectro visível

tabela -1 cores do espectro visivel - Pesquisa Google | Comprimento de  onda, Teoria das cores, Cores

Sobre os efeitos da iluminação, podemos considerar alguns aspectos importantes, como: contraste, sombras, ofuscamentos e o ambiente. Veja abaixo:

Ofuscamento:

Se o grau de iluminância da fonte de luz for muito forte poderá causar o ofuscamento ou reflexo no obejto de trabalho, causando um certo desconforto na visão e não permitindo uma identificação fiel do que se quer focalizar. Influem também a proximidade da fonte e o ângulo visual.

Sombras:

Em muito depende da abertura do foco da iluminação. Uma vez não atingindo diretamente o objeto em foco, poderá criar zonas de sombreamento no ambiente.

Contraste:

Trabalhos que requerem alto nível de precisão visual precisam de um maior grau de contraste, o que ajuda na visão uma melhor identificação do objeto em foco.

Algumas cores podem modificar a impressão das dimensões de um local. Um simples exemplo é o caso de um piso e um teto de cores escuras, que darão impressão de ter um pé direito mais baixo.

Cores frias e claras no teto refletem mais a iluminação e passam a impressão de um ambiente maior.

Foco :

Podemos melhorar o foco da iluminação utilizando luminárias ou sistemas que direcionam o faixo de luz, quando queremos ressaltar um determinado objeto. A utilização de luminárias com fundo espelhado, por exemplo, e com formato cônico.

Seguem algumas dicas para verificar se a iluminação do seu ambiente está de acordo com as situações que abordamos e quais itens devem ser corrigidos:

– A iluminação utilizada está de acordo com o ambiente das tarefas nele executadas ? Verifique a norma NBR-5413 que fala sobre iluminação de interiores e níveis de iluminação.

– Programe sempre uma limpeza das luminárias e também das paredes do ambiente. O acúmulo de poeira e sujeira reduz em muito o rendimento das luminárias.

– Verifique a cor do ambiente conforme o que se deseja ressaltar.Oriente-se pelas cores e suas tonalidades que foram citadas anteriormente.

– Se em um ambiente de trabalho existem pessoas que ficam continuamente em frente a janelas. Coloque persianas ou modifique a posição desta pessoa, para não causar o ofuscamento.

– Em caso de escritórios, é importante organizar os postos de trabalho para que a luz incida lateralmente sobre o plano de trabalho.

– Ficar sempre atento com relação a queima e troca de lâmpadas para não diminuir o rendimento da iluminação local. Sem esquecer de como descartar as lâmpadas queimadas obedecendo o critério para cada tipo de lâmpada.

Enfim, a luz e suas cores fazem parte do nosso dia a dia e de tudo que nos rodeia. Estão presentes nas informações, sinalizações, diferenciação de zonas de circulação, tipos de ambientes que se destinam a atividades mais diversas.

Um bom sistema de iluminação é aquele que assegura níveis de luz e que garantem o conforto visual.

Fonte e credibilidade: http://www.forumdaconstrucao.com.br/conteudo.php?a=3&Cod=723