Diferença entre fibra ótica monomodo (SM) e multimodo (MM)

 

Entenda como funciona o cabo de fibra ótica monomodo e multimodo e saiba quais são as vantagens e desvantagens de cada tipo.

A fibra ótica monomodo e multimodo apresentam diferenças pequenas, mas são diferenças que alteram a qualidade, a distância e a velocidade do sinal.

A fibra ótica é um termo muito comum no dia a dia, muita gente já ouviu falar em fibra ótica ou até mesmo tem esta tecnologia em casa. Mas ainda assim é difícil entender como ela funciona. E para entender a diferença entre um cabo de fibra ótica monomodo e multimodo é preciso entender como o cabo em si funciona.

Infelizmente a maioria das explicações sobre o funcionamento da fibra ótica é bem técnica e cientifica, ou seja, nada fácil para qualquer um entender. Porém, vamos tentar explicar de uma forma bem simples.

O cabo de fibra ótica pode ser descrito como um espelho gigante em formato de túnel. Quando jogamos um feixe de luz em um espelho, esta luz é refletida e o processo pode ser repetido continuamente ao colocar novos objetos reflexivos.

Ou seja, o cabo de fibra ótica funciona como um espelho microscópico que reflete a luz infinitamente e em grande velocidade. Este feixe de luz é responsável por transitar as informações através do cabo.

Todo o cabo é desenvolvido para não absorver luz, garantindo que o feixe chegue no destino desejado.

A fibra ótica é uma tecnologia que vem se desenvolvendo desde o final dos anos 80 e é atualmente a melhor opção para conexões ultrarrápidas, além de ser o futuro dos serviços provedores de internet.

Ilustração de como a luz viaja através do cabo de fibra ótica

 

Claro, esta é uma forma muito simplista de explicar como o cabo de fibra ótica funciona, mas exemplifica bem o conceito base da tecnologia. A partir disto é possível entender como funciona os diferentes tipos de cabo.

As principais diferenças entre cabos monomodos e multimodos

Os cabos possuem estruturas bem parecidas. Só é possível identificar a diferença de um paro outro através de um microscópio.

Essencialmente, a diferença entre eles está nas dimensões de cada um.

Os cabos óticos monomodo possuem um diâmetro muito menor no núcleo, além de uma casca mais espessa. Isso faz com que ele tenha uma menor perda de luz, mesmo em curvas e em grandes distâncias. Pelo seu diâmetro minúsculo o feixe de luz é refletido de forma direta, como mostrado na primeira figura. Estes cabos são feitos com fibra de vidro.

As vantagens do cabo de fibra ótica monomodo são:

– Velocidade superior ao multimodo;

– Maior alcance de sinal e menor taxa de perda;

Desvantagens do cabo monomodo:

– Difícil alinhamento em caso de emendas e conectores;

– Preço dos equipamentos mais alto.

 

Os cabos multimodo têm um diâmetro maior no núcleo, a luz é refletida de forma diferente, com o feixe dividido em vários reflexos. Geralmente este cabo é feito com fibras de plástico altamente tecnológicas, mas que não são tão eficientes quanto o vidro.

Os cabos multimodo apresentam uma maior perca do feixe de luz em grandes distancias, principalmente com muitas curvas. Portanto ele é indicado apenas para conexões de curta ou média distância.

Principais vantagens do cabo ótico multimodo:

– Ideal para o uso em redes LAN;

– Fácil de trabalhar e alinhar em caso de emendas e conectores;

– Preço dos equipamentos mais baixo que monomodo, barateando custo de redes;

Desvantagens do cabo de fibra ótica multimodo

– Taxas de transmissão mais baixas que cabos monomodo (apesar de não ser tão discrepante em curtas distâncias);

– Distância limitada;

A escolha do tipo de cabo ideal depende do tipo de projeto. É preciso analisar todos os fatores, principalmente a distância, para escolher o cabo ideal. 

 

Fonte e credibilidade:http: //www.condufibra.com.br/diferenca-entre-fibra-otica-monomodo-e-multimodo/